Contenuto principale della pagina Menu di navigazione Modulo di ricerca su uniPi Modulo di ricerca su uniPi

Taxa universitária e apoio financeiro

Taxa universitária e apoio financeiro

O montante das taxas depende do país de origem dos estudantes e pode variar em um mínimo de € 356,00 a um máximo de € 2.556,00 (dado do ano acadêmico 2020/2021).

A anuidade da universidade é dividida em 4 parcelas; a primeira parcela dever ser paga por todos os alunos no momento da inscrição, com exceção daqueles que se candidatam a uma bolsa do DSU Toscana e aqueles que têm deficiência igual ou superior a 66% ou deficiência com reconhecimento de deficiência nos termos do art. 3º, § 1º da Lei nº. 104

Por condições econômicas, os estudantes com renda no exterior, provenientes de países não pertencentes à União Europea, são:

  • Estudantes de países não pertencentes à UE, listados no "Anexo 2" do Regulamento de Contribuição dos Estudantes para o ano acadêmico, são obrigados a pagar apenas a primeira parcela da contribuição anual de € 356,00, sujeita a qualquer redução devida.
  • Estudantes provenientes de países fora da UE, listados no "Anexo 3" do Regulamento de Contribuição dos Estudantes para o ano acadêmico, pode se beneficiar da redução forfetária prevista pelo art. 1.2.4 do regulamento acima mencionado, em relação ao país de origem.

Em ambos os casos, a redução é aplicada automaticamente.

Contribuições Extraordinárias

Anualmente Universidade de Pisa oferece a certos grupos de estudantes internacionais contribuições especiais que consistem em facilidades e serviços, tais como alojamento gratuito ou a preços reduzidos para os primeiros meses de estadia, cursos gratuitos de língua italiana, bônus para a cantina, etc.

Os estudantes internacionais matriculados em um dos programa Laurea Magistrale, ou seja Graduação Nível II, em inglês, poderão receber uma contribuição financeira com base no mérito.

Esta contribuição pode ter uma quantia variável: cada um dos cursos de graduação poderá decidir com autonomia os critérios com base nos quais recompensar os estudantes internacionais mais merecedores, atribuindo uma ou mais bolsas de estudo até ao montante total de 10 mil euros.

Os alunos interessados devem contatar o coordenador do curso de estudos de interesse para ter todas as informações necessárias sobre os critérios e o momento da concessão de bolsas de estudo.

Outras contribuições de LT e LM em inglês

 

OS VENCEDORES DE BOLSAS OFERECIDOS PELO GOVERNO ITALIANO (MAECI) NÃO PODERÃO SE BENEFICIAR DAS CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS OFERECIDAS PELA UNIVERSIDADE PISA

MAECI -  Ministério das Relações Exteriores e Cooperação Internacional todos os anos oferece bolsas de estudo para estudantes internacionais e estudantes italianos que vivem no exterior, para mais informações, consulte o link a seguir (disponível apenas em italiano).

As bolsas são concedidas com base em uma única classificação elaborada por uma Comissão especial que avaliará os seguintes indicadores:

  • Curriculum vitae
  • Entrevista
  • CGPA (Cumulative Grade Point Average)
  • País de origem do candidato (prioridade aos países mais desfavorecidos economicamente).


A alocação das bolsas ocorrerá em um período anterior à inscrição ministerial, para que qualquer beneficiário que solicite visto para União Europeia possa usá-lo durante a fase de pré-inscrição e demonstrar a posse dos meios econômicos de subsistência na representação diplomática italiana competente.

 

DSU - Azienda Regionale per il Diritto allo Studio Universitario della Toscana

DSU é o ente público da Toscana para o Direito ao Estudo Universitário, onde todos os estudantes podem concorrer aos benefícios, obter a isenção de taxas ou a sua redução com base na renda familiar.
A bolsa de estudos integral que inclui alimentação e alojamento gratuitos, além de uma contribuição para quaisquer despesas adicionais (atividades esportivas, livros, etc.). 

No momento da matrícula na Universidade, o aluno é obrigado a pagar a taxa de matrícula da universidade ou a apresentar o pedido da bolsa de estudos ao DSU.

Os estudantes estrangeiros (com renda no exterior) para acessar os benefícios DSU bolsas de estudo, bolsas de serviços, contribuição para estudantes com deficiências, contribuições especiais, refeições a custos mínimos, etc.), devem apresentar, juntamente com o pedido, a documentação necessária sobre a situação econômica da família, que:

- pode ser auto-certificada para a renda e atividades referidas aos membros da União Europeia;
- deve ser comprovada por meio de documentação para renda e atividades referidas aos estados fora da União Europeia (neste caso, não pode ser apresentada uma auto-certificação).

Documentos de outro país devem ser legalizados pelas autoridades diplomáticas italianas do próprio país e traduzidos para o italiano.

A documentação deve relatar as seguintes informações:

• a composição do grupo familiar;
• a renda bruta (incluindo impostos) recebida no exterior por cada membro do grupo familiar;
• todos os imóveis que por ventura possuam cada membro da família, com a indicação de metros quadrados;
• os ativos móveis disponíveis no exterior (por exemplo, depósitos bancários, ações, etc.);
• qualquer renda (aluguel) utilizada para a residência principal da unidade familiar.

Os estudantes de países não membros da UE provenientes de países em desenvolvimento (Decreto Ministerial MIUR n. 118/2013) podem produzir um certificado emitido pela Missão Diplomática Italiana no país de origem que ateste que o estudante não pertence a uma família que tenha alta renda e elevado nível social; essa certificação, a fim de quantificar a quantidade de indicadores ISEEP e ISPEP, fará com que ambos os indicadores sejam equivalentes a 0€.

Os estudantes apátridas ou refugiados políticos não devem apresentar declarações emitidas pelas embaixadas, mas devem provar seu "status" por meio de documentação emitida pelo Tribunal Civil para estudantes apátridas ou por específica Comissão estabelecida no âmbito do Ministério dell’Interno para os refugiados políticos.

Mais informações estão disponíveis no site relacionado. 

Informações e contatos
DSU Toscana
e-mail Questo indirizzo email è protetto dagli spambots. È necessario abilitare JavaScript per vederlo.
www.dsu.toscana.it

Invest your talent in Italy

As bolsas do programa Invest Your Talent in Italy destinam-se a estudantes dos seguintes países: Azerbaijão • Brasil • Colômbia • Egito • Etiópia • Índia • Indonésia • Irã • Gana • Cazaquistão • México • República Popular da China • Tunísia • Turquia • Vietnã.

As bolsas serão concedidas a estudantes pré-inscritos em um dos cursos incluídos no programa Invest Your Talent in Italy:

Os alunos interessados devem enviar suas perguntas separadamente para o curso de seu interesse

• One-year Specialisation Programme (master di I livello) in Risk Management
• One-year Specialisation Programme (master di I livello) in Technology and Mangement of Paper and Cardboard Industry
• Master of Science in Bionics Engineering (LM)
• Master of Science in Bionics Engineering (LM)
• Master of Science in Nuclear Engineering (LM)
• Master of Science in Materials&NanoTechnology (LM)
• Master of Science in Embedded Computing Systems (LM)
• Master of Science in Economics (LM)
• Master of Science in Data Science and Business Informatics (LM)
• Master of Science in Computer Science and Networking (LM)
• Master of Science in Computer Science (LM)
• Master of Science in Computer Engineering (LM)
• Master of Science in Space Engineering (LM)

- a bolsa de estudos, no site da Farnesina 

- a pré-aceitação ao curso de LM escolhido, entre aqueles incluídos no programa.

Para procedimentos de admissão e prazos, consulte as páginas da web do curso de interesse.
Somente estudantes admitidos no curso escolhido podem se qualificar para a bolsa de estudos do programa Invest Your Talent in Italy, se forem vencedores.

Ultima modifica: Gio 21 Gen 2021 - 13:36

Questo sito utilizza solo cookie tecnici, propri e di terze parti, per il corretto funzionamento delle pagine web e per il miglioramento dei servizi. Se vuoi saperne di più, consulta l'informativa