Contenuto principale della pagina Menu di navigazione Modulo di ricerca su uniPi Modulo di ricerca su uniPi

MCI - Mobility CONFAP Italy

O programa MCI - Mobility CONFAP Italy visa apoiar a colaboração entre CONFAP (Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa) e a Rede italiana de universidades, a fim de estimular a cooperação científica, tecnológica e de inovação, através da mobilidade entre os países Itália e Brasil, dirigido aos mestrandos, doutorandos e pós-doutorados.

A Rede italiana incluí atualmente, 18 universidades e um centro de pesquisa em colaboração com a Instituição CONFAP, e será a Universidade de Bolonha a coordená-la.

Os candidatos devem ser residentes no Brasil; aqueles que já vivem e/ou estudam na Europa não serão tidos em consideração.

O candidato deve utilizar o Portal MCI para consultar as ofertas disponíveis e, quando interessado, deve entrar em contato com Professor/Coodenador do projeto de pesquisa acadêmica a fim de obter uma pré-avaliação. Para permitir uma melhor organização em termos de projetos de pesquisa, de recursos internos e atribuição de supervisão aos pesquisadores de mestrado/doutorado/pós doutorado, é necessário que a aceitação do candidato seja feita através de um ato oficial do órgão competente da Universidade de Pisa através de uma resolução do coordenador a ser submetida ao Colégio na primeira oportunidade.

O candidato brasileiro deverá apresentar, por e-mail, ao o coordenador acadêmico do projeto de interesse, os seguintes documentos:

  • Carta de motivação;
  • Curriculum vitae;
  • Projeto de pesquisa (a proposta deve indicar claramente como as atividades a serem implementadas em contribuição para a investigação em curso);
  • Título de graduação, Mestrado ou PhD e a certificação que concede acesso aos programas de doutoramento no Brasil.

Se o resultado for positivo, o mesmo referente fará a Carta de Aceitação (anexo abaixo) com a qual poderá seguir o processo de candidatura no Brasil para obter a bolsa de estudos junto à Fundação de Amparo à Pesquisa de seu Estado. Deverá apresentar a documentação exigida pela CONFAP e deve satisfazer os critérios de elegibilidade. Cada candidato só pode apresentar uma única candidatura.

Lembre-se que o ano acadêmico na Itália é composto por dois semestres. O primeiro semestre começa em setembro/outubro e termina em janeiro/fevereiro. O segundo semestre começa em fevereiro e termina em julho.

Áreas de Pesquisa
Todos os campos disciplinares.

Língua
O nível de proficiência linguística exigido para cada mobilidade será publicado na oferta acadêmica. Na maioria dos casos, o inglês será o idioma exigido.

Instalações oferecidas aos candidatos brasileiros
Os candidatos podem aproveitar a ampla oferta de facilidades fornecidas por cada universidade anfitriã: serviços admnistrativos, biblioteca, suporte para estudos, ensino, pesquisa, atividades profissionais e culturais. Terão acesso a salas, instalações de estudo, bibliotecas, laboratórios e qualquer outro serviço como todos os estudantes internacionais.

Os detalhes práticos relativos ao período de mobilidade, bem como os certificados necessários devem ser discutidos com a universidade anfitriã.

Obrigações do bolsista
O bolsista deve cumprir com os requisitos legais, em termos de seguro e imigração (visto, etc.) do país anfitrião e da Universidade de Pisa.

Taxas administrativas
Os estudantes de Mestrado/Doutorado Sanduiche/Pós-Doutorado, não pagarão qualquer taxa pelo período de mobilidade.
Os estudantes de Doutorado Pleno pagarão as taxas de matrícula (se houver) e os impostos estabelecidos por cada universidade italiana de acordo com seus próprios regulamentos, no caso da Universidade de Pisa, somente a taxa regional de 140 euros ao ano.

Ultima modifica: Gio 10 Ott 2019 - 09:59

Questo sito utilizza solo cookie tecnici, propri e di terze parti, per il corretto funzionamento delle pagine web e per il miglioramento dei servizi. Se vuoi saperne di più, consulta l'informativa